Artigos

Aqui na Facts Coworking adoramos aquilo que fazemos e os valores defendidos pelo Movimento Mundial do Coworking (Colaboração, Abertura, Comunidade, Acessibilidade e Sustentabilidade). Foi criado, pela comunidade mundial de Coworking, um Manifesto (um manual de intenções se preferirem) sobre os valores e a estratégia de futuro do movimento Coworking. Como não podia deixar de ser, apoiamos e assinamos este Manifesto e, como o original é em inglês, tomámos a liberdade de fazer uma tradução livre do mesmo, para que a mensagem chegue ao maior número de pessoas possível. Aqui fica a tradução:

Manifesto do Coworking

O futuro do trabalho

O Desafio

Acreditamos que a sociedade enfrenta desafios económicos, ambientais, sociais e culturais, sem precedentes. Acreditamos também que a inovação é a chave para a transformação destes desafios em oportunidades que melhorem as nossas comunidades e o nosso planeta.

A Solução

O Coworking está a redifinir o modo como trabalhamos. Inspirado pela cultura participativa e pela natureza atributiva de capacidades do movimento Open SOurce , estamos a construir um futuro mais sustentável. Somos um grupo de indivíduos e pequenos negócios ligados entre si, ligação essa que cria uma economia de inovação e criatividade nas nossas comunidades e pelo mundo inteiro. Temos como visão de futuro, uma economia composta por colaboração e comunidade, em contraste com a economia baseada em grandes depósitos e secretismo dos séculos XIX e XX.

Os Valores (Código de Conduta da Comunidade)

Nós temos o talento. Apenas temos que trabalhar em conjunto. Ambientes e realidades diferentes têm que se entrelaçar, juntar-se e interagir umas com as outras, de forma a transformar a nossa cultura. De modo a que possamos criar uma comunidade sustentável, baseada na confiança, nós valorizamos:

  • Colaboração em vez de competição
  • Comunidade em vez de interesses individuais
  • Participação em vez de observação
  • O fazer em vez do dizer
  • Amizade em vez da formalidade
  • Audácia em vez da segurança
  • Aprendizagem em vez da perícia
  • Pessoas em vez de personalidades
  • Um “ecossistema de valores” em vez duma “cadeia de valores”

Esta nova economia não pode vingar sem a colaboração uníssona das comunidades dos grandes negócios, criativas, empresariais, governamentais, não-governamentais e técnicas.

O Futuro

Acreditamos que inovação gera inovação. Transformaremos a cultura mundial, numa que promova o espírito empreendedor, o correr riscos, o espírito pioneiro de calcorrear territórios inexplorados, como fizeram os grandes líderes dos nossos tempos. Isto requer educação, empreendedorismo e uma grande rede de espaços de trabalho criativos.

Estamos a reformular a economia e a sociedade usando bom empreendedorismo e inovação. As nossas comunidades estão a juntar-se para reconstruir economias mais humanas, conectadas e sustentáveis, de modo a que possamos ter um mundo melhor.

Nós somos o movimento mundial do Coworking!

Se quiserem assinar o manifesto (e ler o texto original na língua inglesa) basta irem até ao site The Coworking Manifesto. A Facts Coworking apoia o Movimento Coworking!

 

O Coworking como movimento oficial, existe apenas há cerca de seis anos, mas os valores fulcrais que o orientam e moldam – Abertura, Acessibilidade, Comunidade, Sustentabilidade e Colaboração – têm ajudado pessoas a seguir as suas paixões e a obter sucesso há séculos.

[resized_image width=”300″ height=”199″ image=”http://factscoworking.com/wp-content/uploads/2012/01/11-10-14_0054_Facts-Coworking20_-300×199.jpg” alt=”Facts Coworking Porto, a sala principal” lightbox=”yes” align=”center” left=20 right=20]

Desde o seu início oficial em 2005, a comunidade global de Coworking tem crescido de forma acelerada e exponencial, com novos espaços de diferentes tamanhos e formas a apareceram quase todos os dias.

Pelo segundo ano consecutivo, a Deskmag liderou uma iniciativa para que se percebesse melhor o porquê do Coworking ser tão apelativo, os seus benefícios para trabalhadores independentes e, além disso, o que significa para economias locais, bem como para o mundo dos negócios no geral.

Tendo como parceiros uma vasta comunidade de organizações, o 2º Inquérito Global sobre Coworking foi executado entre 19 de Outubro e 2 de Novembro de 2011 e recolheu respostas de 1500 pessoas de 50 países diferentes.

Os resultados preliminares do 2º Inquérito confirmaram as descobertas chave do estudo do ano anterior, o qual demonstrava que tomar a decisão de utilizar um espaço de Coworking, ajudou a aumentar a produtividade de trabalhadores móveis e/ou independentes, bem como à expansão dos seus negócios.

[resized_image width=”480″ height=”364″ image=”http://factscoworking.com/wp-content/uploads/2012/01/coworking-survey-graph-480×364.jpg” alt=”O que alterou no seu meio profissional desde que começou a frequentar um espaço de Coworking?” lightbox=”yes” align=”center”]

No último inquérito, 93% dos inquiridos disse que o seu círculo social aumentou muito, 86% disse que a sua rede profissional tinha crescido e 76% disse que a sua produtividade aumentou, enquanto 88% disse que o seu sentimento de isolamento havia decrescido.

A maioria dos inquiridos disse que a coesão da comunidade era uma prioridade para os membros do seu espaço de Coworking. Familiaridade e confiança eram ambos aspectos essenciais da economia de partilha. Foi então perguntado se os inquiridos sabiam o primeiro nome dos seus companheiros de Coworking e se se sentiriam confortáveis deixando os seus valores electrónicos sem supervisão enquanto estavam no seu espaço de Coworking.

As respostas demonstraram que 74% conhecem todos ou muitos dos seus Coworkers pelo primeiro nome. Quando inquiridos se se sentiriam confortáveis deixando o seu portátil no seu espaço de Coworking aquando da sua saída da sala; 54% disse “sim, sempre”, 29% disse “sim, por diversas horas” e apenas 2% disse “não”. As respostas foram semelhantes em relação a telemóveis/smartphones.

Muitos espaços de Coworking tentam atrair novos membros anunciando o seu baixo preço ou facilidades disponíveis (WiFi rápida, café grátis, parque de estacionamento, etc). No entanto, o inquérito revelou que estas características estão longe de ser as mais importantes quando se trata de reter os membros do espaço.

[resized_image width=”480″ height=”362″ image=”http://factscoworking.com/wp-content/uploads/2012/01/coworking-survey-graph2-480×362.jpg” alt=”O que mais gostas no teu espaço de Coworking?” lightbox=”yes” align=”center”]

Aliás, quando se pergunta “O que gostas mais no teu espaço de Coworking?”, a resposta de 81% dos inquiridos é “as pessoas”, 61% respondeu “a localização” e apenas 46% deu como resposta “o preço” como factor mais importante.

A Facts Coworking aposta nas pessoas, no seu bem-estar e no sucesso dos seus negócios. Vem visitar-nos e ver o que temos reservado para ti e para o teu negócio!

Esta é uma tradução livre e uma adaptação do artigo original em inglês, que pode ser encontrado no site Shareable

O Coworking cresceu, a nível global, de 350 para 800 espaços de coworking nos últimos dois anos à medida que mais e mais empregadores e trabalhadores independentes descobrem as vantagens do conceito de coworking. O conceito provou ajudar os trabalhadores que adoptam esta filosofia de trabalho a serem mais criativos e produtivos comparando com o trabalho a partir de casa, devido aos ambientes cheios de energia (característica destes espaços) e pelo acrescento de responsabilidade pelo facto de se estar rodeado de outras pessoas.

Os sentimentos de conforto e motivação promovidos pelo coworking deixam bastantes pessoas entusiasmadas com o conceito mas para outros os números falam mais alto. Aqui estão algumas estatíticas retiradas do Global Coworking Survey levado a cabo pela deskmag:

  • 82% dos trabalhadores estão mais motivados
  • 91% têm agora mais e melhor interacção com terceiros
  • 50% registam maiores ganhos
  • 60% sentem-se mais relaxados em casa desde que começaram a trabalhar em regime de coworking
  • 92% estão altamente satisfeitos com o seu espaço de coworking
  • 78% dos coworkers têm menos de 40 anos
  • 40% são web developers/designers, 13% consultores de Relações Públicas, 43% sáo duma mistura de outras áreas
  • 18% são empresários com funcionários, 35% funcionários que trabalham remotamente, 8% sáo funcionários de empresas com mais de 100 empresários
  • 75% têm pelo menos um grau académico de 4 anos
  • 30% caminham ou váo de bicicleta para o espaço de coworking
  • Podes ler o artigo completo (em inglês) aqui.

    A Maui Coworking criou um infográfico que ilustra estes números.

    Porque estão os Coworkers contentes com o seu espaço de Coworking